quarta-feira, 28 de maio de 2008

Laringite Estribulosa ou " Tosse de Cachorro "

Laringite estridulosa ou “Tosse de cachorro” Uma doença de inverno?

A laringite estridulosa é uma doença que ocorre em crianças pequenas e se apresenta com acessos de tosse rouca e forte, com ruído semelhante a um latido e por isso conhecida como “tosse de cachorro”. As crises se iniciam de forma rápida e tendem a piorar de noite, em especial na madrugada. É uma doença relativamente comum e nem sempre se sabe a causa específica. A laringe incha e inflama, sua musculatura se contrai (como se fosse uma "caimbra"), obstruindo a passagem de ar e emitindo um ruído na inspiração. Este ruído parace um ronco, embora mais agudo e corresponde ao som da tentativa de “puxar” o ar.É conhecida por outros nomes, como: “laringite sufocante”, “laringite sub glótica” ou como “falso crupe”.A laringite estridulosa não costuma se acompanhar de febre ou de sinais que indicariam seu começo. O início é súbito. Não é raro que a criança vá se deitar bem e acorde no meio da noite, com o acesso da tosse - forte e rouca. A tosse que assusta toda a família pela intensidade e pelo mal estar que causa ao paciente.

Além da tosse, a criança pode apresentar falta de ar, sufocação e um barulho que acompanha a inspiração, chamado de estridor. Em alguns casos, a criança estica o pescoço e joga a cabeça para trás, na tentativa de respirar melhor. O acesso da tosse pode ser seguido de vômitos, que em geral surgem já no final do ataque.Existem alguns fatores que podem se associar, embora não se saiba bem o papel exato de cada um deles. São: alergia respiratória, infecções de vias aéreas superiores, aumento das adenóides, e refluxo gastroesofágico.Como controlar a laringite estridulosa Na crise, a primeira medida é manter a calma e transmitir segurança à criança.

Embora a laringite estridulosa assuste pela veemência dos sintomas, evolui de forma benigna na maioria das vezes.Recomenda-se usar vapor dágua, que tem o poder de hidratar a região e diminuir a inchação no local, melhorando a tosse. Uma medida caseira é ligar o chuveiro bem quente, sentar-se com a criança no colo por uns 15 minutos. Enquanto isso, converse com a criança, conte uma história, para distraí-la. Não coloque a criança no chuveiro, basta o vapor emitido pela água quente. Se não houver melhora, levar a criança a um Pronto Socorro.Não sendo o primeiro episódio, peça ao médico para eu oriente um xarope ou nebulização que possa ser feito no início do acesso da laringite e assim evitar a necessidade do atendimento em pronto socorro e aliviar o sofrimento da criança.

O médico especialista em Alergia fará uma avaliação cuidadosa da criança e instituirá cuidados de prevenção a fim de que as crises não se repitam.
Referência Bibliográfica = Blog da Alergia

2 comentários:

ALEXANDRE SATO disse...

Dr.Alisson Costa de Morais; Muito mais muito brigado , pois ontem (05/03) foi a primeira vez q meu filho de 4anos passou por isso e ; Fiz totalmente ao contrário da sua recomendação estava bem agitado e preocupado..... mas minha esposa por puro instinto fez exatamente suas recomendações , apenas não sabia essa dica do vapor !
Muito obrigado pois são de extrema importância tais Blogs q podem nos ajudar em muito o 1 socorro !

carla oliveira santos disse...

Dr.Alisson eu nem acreditei quando a Dotoura falou que meu filho teve laringite,mais so lendo seu blog que vi que tudo que aconteceu essa noite a qui em casa foi totalmente descrito pelo senhor.
infelizmente não tive calma pois fiquei apavorada pq pensei que ele fosse morrer sufocado,parecia uma crise asmática,ai corri com ele para a emegência e la ele foi atendido e Graças a Deus esta tudo bem.Muito obrigado por exclarecer tudo ai no seu blog.